TRAJE PASSEIO

24 May 2019

Nos próximos dias, tenho um evento, no convite não diz o traje...

 

Levante a mão quem nunca errou na produção.

Eu mesma, errei em dois de uma série de três...

Um, porque não acreditei que o traje sugerido cabia para aquela ocasião. Errei feio!

No outro, ao invés de olhar o convite, apenas liguei para uma amiga que disse “social”. Era passeio, mas para ela, passeio era social. Errei pior ainda.

 

Errar para mais ou para menos é desconfortável. Principalmente quando você sabe que obedecer ao dress code é dizer que você respeita os valores da ocasião, que considera e é grata à quem organizou com atenção, carinho e muitas vezes, com grande investimento. E ainda fez questão de também receber você. Portanto, não seguir o dress code é uma grosseria, uma afronta.

 

A sugestão é um indicativo do tom da festa. Facilita muito. Contudo, nem de longe é para você esquecer do próprio estilo pessoal. É aqui que vejo muitas pessoas equivocadas. Nem todo gala tem brilho. Seu estilo deve estar presente em todo e qualquer momento, o que muda é o dress code.

Ok, ok. Pode me pedir ajuda, este é o meu trabalho.

 

É bem verdade que os costumes estão em plena transformação, ou melhor dizendo, evolução. Tudo que era regra, ou de praxe, está sendo questionado.

Pessoalmente, adoro este momento sem regras, com um novo mundo por ser recriado.

 

No vestir, temos camisetas cheias de brilhos, tênis com vestido de luxo.

Se a Lady Gaga pode fazer toda uma performance nas escadas do MET, por que nós não podemos usar o que nos define? Celebridade é você!  Aliás, meu propósito é “que toda mulher seja dona do seu próprio discurso visual”.

 

Voltando ao traje do evento, meu conselho: Pergunte à organização.

 

No meu caso, o traje é Passeio. O tal, é, mas não é tanto. É meio difícil de explicar.

Mais que o traje Esporte, que aceita tecidos rústicos como sarja, algodão, viscose e sapatos baixos, saltos de madeira ou espadrilles com seus saltos de corda.

Mas também não é aquela roupa de ir em casamento. Este é o traje Social, mais sofisticado, com tecidos nobres, e acessórios vistosos.

O traje Passeio, também conhecido como Esporte fino, Casual, Tenue de ville, smart casual, é mais “arrumadinho”, com tecidos mais nobres, mas não glamurosos. Com brilho, mas não muito. O sapato, em outro momento, deveria ser de salto, hoje pode ser baixo, mas com uma certa sofisticação.

É a hora do macacão, do vestido que é muito para o escritório, pouco para o casamento, conjuntos, pantalonas, flare, pantacour, com bolsas pequenas, mas não a clutch de festa.

Parece difícil, mas depois de ver as fotos, fica fácil.

Difícil é não ir na festa. Mais difícil ainda é ir e não se divertir.

 

Boa festa!

 

 

Nani Ximendes

consultora de imagem pessoal

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Procurar por tags
Arquivo
Please reload

September 8, 2020

September 19, 2019

August 3, 2019

June 22, 2019

May 24, 2019

February 15, 2019

February 1, 2019

Please reload

Posts Recentes

Sou consultora de imagem e personal stylist. Transformo identidade de mulheres reais em estilo.

Conheça a Nani
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon